Página Principal   Livros   Teoria e Prática   4ª Edição 
=

4ª Edição

 

Publicada em 2012.

                                                                                                                                                                                       

Pode obter detalhes e material de apoio através do menu à esquerda.

 

  

 

 

parajumper norge moncler jakke parajumper salg uggs salg parajumper jakke barbour jakke canada goose norge canada goose jas parajumpers jassen moncler muts belstaff jas moncler jas duvetica jas peuterey jas
 
Testemunhos Enviar
Prof. Doutor João Borges de Assunção 2007-04-30 Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais - Univ. Católica Portuguesa (Lisboa) A página de apoio na Internet, com um elevado número de acessos, não só de Portugal, mas também do Brasil e de PALOPs, demonstra o interesse da obra para os estudantes de cálculo financeiro e a importância da existência de obras em português. A disponibilização de diversos conteúdos de livre acesso e o facto de o autor se disponibilizar a responder a dúvidas colocadas, quer offline, através dos Fóruns existentes, quer online, através da Tertúlia, são mais-valias que certamente muito têm contribuído para esse elevado número de acessos. (in Prefácio do manual Teoria e Prática)
Ver todos
 
Termo do dia Ver Glossário
Renda perpétua
Diz-se habitualmente que uma renda é perpétua se o seu número de termos é ilimitado. É uma má definição. É preferível dizer que uma renda é perpétua se o seu último termo já não acrescentar valor significativo ao valor actual (global) da renda (numa renda perpétua só faz sentido calcular o respectivo valor actual, não o valor acumulado). É perfeitamente possível que uma renda com 100 termos, por exemplo (número limitado e baixo, portanto) possa ser considerada como "perpétua" (basta que a taxa seja suficientemente elevada para que o valor actual do 100º termo se aproxime de 0). No fundo, o que determina se uma renda é perpétua ou temporária não é (apenas) o número dos seus termos, mas sim o número de termos e (também) a taxa considerada.
(c) 2014 Rogério Matias. Todos os direitos reservados.